Atendimento contato@taroando.com.br

O SADISMO DO DIABO - XV

 Abordar esse arcano de maneira resumida poderia nos mostrar uma figura materialista ligada ao luxo, poder e as conquistas que nos fazem alcançar o status desejado. Mas se fôssemos de fato trazer uma representação em detalhes, situações e ações, indicaria uma leitura restrita de uma obra do Sade. Ou talvez um filme baseado em uma de suas obras. O Diabo personificado em sua figura literal, cometeria facilmente o que Sade cometeu em suas escritas. Obras como Os 120 de Sodoma, Filosofia na Alcova, Juliette entre outras, carregam consigo a luxúria, a imoralidade e situações que são capazes de causar repugnância e desprezo em muita gente.

A edição de Abril desse ano da revista Quatro cinco um, trouxe uma matéria inspiradora sobre Donatien Alphonse François de Sade, mais precisamente sobre uma de suas obras, Os 120 de Sodoma. Essa leitura, que por sinal muito bem escrita, trouxe diversas curiosidades sobre a vida de Sade, entre elas as inúmeras façanhas cometidas por ele ao longo de seus 74 anos de vida. Desses, 27 foram vividos dentro de prisões. Dos crimes cometidos, cita-se a libertinagem, sodomia, sequestro de menores, dívidas, tentativa de envenenamento e orgias que inclusive serviam de palco para algumas dessas atrocidades.

"MAS ESPERA, O DIABO NÃO É TÃO RUIM ASSIM, É?"

Calma, não quero ser radical em dizer que o perfil dO Diabo é exatamente esse: sempre tão polêmico e extremista como o do marques. Mas em uma análise crua e dependendo das combinações em uma tiragem no tarot, esse arcano pode sim levantar todas as suas sádicas características que constituem um perfil tão complicado e atípico como o da nossa figura em questão.

Digamos que na doçura, O Diabo representa com naturalidade os defeitos do ser humano que busca por satisfação. Na amargura, temos o prazer para saciar acima de qualquer um e qualquer coisa.

Diana Prates

Redes Sociais

facebook  twitter  instagram  skype

E-mail de Contato:

 contato@taroando.com.br

Pagamento