Atendimento contato@taroando.com.br

A FALTA QUE O FEMINISMO FAZ - A IMPERATRIZ III

Uma donzela, poderosa, influente e encantadora. Essas são algumas usuais características do arcano III, A imperatriz. Confesso ter um pouco de dificuldade para enxergar uma figura ativa, que luta pelos ideais e se movimente em prol de suas vontades, em algumas de minhas consultas. Mesmo que a Imperatriz possa ser um exemplo de fortaleza, considero avaliarmos um pouco a sua atitude frente ao seu empoderamento SEMPRE que sair em uma tiragem.

POR QUÊ? 

Embora em dias atuais o Tarot não carregue tanto a imagem arcaica da época de seu surgimento, ainda consideramos alguns olhares não tão progressistas quanto poderia e deveria existir. Claro que cabe ressaltar que em muitos decks, a figura feminina é gestante, sua sensibilidade tende a ressaltar um pouco mais e sua submissão tende a ser respeitada e compreendida, certo? Mas voltando às características, através da imagem da Imperatriz no Tarot de Marselha, podemos apontar todas as qualidades citadas no primeiro momento (poderosa, encantadora...) e ao caminharmos um arcano a frente, teremos o seu par, O Imperador (Também poderoso, encantador e em alguns momentos bem egocêntrico). A diferença entre os dois que indique a falta de luta que as vezes sinto na Imperatriz, é a sua postura física. Sua tranquilidade frente às suas conquistas (ou quem sabe frente aos presentes e méritos alcançados pelo seu parceiro, Imperador) as vezes me deixa com a sensação de que o comodismo de uma vida boa é o bastante para ser feliz.

E por essa sensação, surge um conselho de Imperatriz empoderada à Imperatriz submissa: Seja, lute e faça acontecer!

 

Diana Prates

Redes Sociais

facebook  twitter  instagram  skype

E-mail de Contato:

 contato@taroando.com.br

Pagamento