Taroando

QUEM SOU EU?

 

LUDMILA MILLS

 

Oi! Me chamo Ludmila!

Sou ex-jornalista, por isso gosto de escrever. Sou taróloga e terapeuta desde que me entendo por gente, apesar de que nem me entendia muito bem quando descobri o tarô. Desde sempre estive nesse mundo. Meus livros de adolescência eram sobre tarô, xamanismo, espiritualidade, curas alternativas, yoga e por aí vai. Hoje dou cursos de tarô, atendo com o tarô terapêutico nos meus trabalhos terapêuticos, atendo com tarô tradicional, oráculos e sou instrutora de yoga. Então, se você quer “jogar” comigo, espere por uma leitura mais profunda. Gosto de ir longe, ir adentrando na história até chegar às suas raízes ou no que está difícil de ver. Caminhar na superficialidade é como comer só a cobertura do bolo ou tomar um banho de chuva com roupas impermeáveis. Gosto de trazer uma dose de autobusca, autoencontro, de descobrir crenças guardadas e ver padrões ou o que nos faz mais feliz.

tarot 4927615 1920 phixr

Gosto de ler sobre amor e todas as suas peculiaridades e particularidades. As relações são um dos mais importantes, profundos e desafiadores estágios humanos aqui na terra, pra mim. O Tarô é uma maravilhosa bússola que nos mostra a direção e o resultado de onde estamos indo, trazendo a gente sempre de volta pro nosso próprio eixo. Se conhecer é uma oportunidade oferecida pelo tarô a nós.

“Mas e aí, e se não eu quiser olhar pra mim? Tenho que olhar?"

Me perguntaram uma vez. Na minha opinião, não. Se não quiser, tudo bem. Ninguém é obrigado a nada nesse sentido. Mas devo? Eu acho que sim. Não sempre, claro, porque a vida tem de ser vivida lá fora. Porém, essa vida é entendida e processada dentro de nós. E aí já cabem alguns olhares: Como tá o seu mundo interno? A partir dele, como estão os filtros que você usa para processar essas experiências?

Numa outra ótica, acredito que se estamos aqui, nesse planeta, juntos, em transições energéticas consolidadas ou não, é porque somos aprendizes, errantes e acertantes tb, claro. Sendo assim, todos temos nossas questões a olhar. E nossa história não é contada somente por nós. Herdamos uma porrada de coisas dos nossos ancestrais, inclusive cargas emocionais. Imagina quanta história, imagina o quanto temos em nós.

Então eu preciso olhar? Não. Mas seria legal se você se questionasse. Será que o que você sente é só seu? Será que sua forma de agir é pra ser incluso em algum sistema? Porque essa emoção tanto te incomoda? Será que estou na direção certa?...

Não dá pra mexer ou mudar o que não se conhece. E isso vale, principalmente, pra nós mesmos. A vida moderna pede agilidade, velocidade e muita troca externa. Causa desconexões e visões turvas em muitos momentos. Antes de mudar, precisamos entender o que incomoda, porque incomoda. Antes de me tornar alguém melhor, preciso ter clareza de quem sou agora. Se a gente não mexe no que tá quieto, talvez seja porque não conhecemos o que borbulha lá dentro. E o tarô é uma boa oportunidade, não acha?

Se quiser conhecer um pouco mais do meu trabalho, tô lá no Instagram: milamills_yoga_terapias

 

Ludmila Mills


Não deixe de fazer uma consulta com a Ludmila! Caso ela não esteja online, você pode pré agendar. É super simples, basta preencher o formulário e em seguida entraremos em contato contigo pelo e-mail informado. 


ALGUNS ARTIGOS DA LUDMILA NO SITE...

ludmila