Taroando

O RELACIONAMENTO E A CONVIVÊNCIA

EM TEMPOS DE QUARENTENA

Nos últimos dias estava conversando com uma pessoa próxima e discutíamos o peso da quarentena em diversos setores da vida de uma pessoa. Sabemos que não existe um lado positivo desse período e para nós humanos, todas as ações e vivências são medidas necessárias para sobrevivência. Mas nos deparamos com o seguinte:

Como está a convivência dos casais, de forma geral?

Parece bobeira questionar, mas a conclusão da conversa foi baseada também em uma reportagem recente no jornal EM com uma matéria entitulada Quarentena contra o coronavírus vira teste de fogo para casais. Nela, hiperconvivência e isolamento (afastamento) foram os principais focos. Tal abordagem leva a refletir sobre a possibilidade de separação durante o período, ou seja, a convivência é capaz de proporcionar momentos de prova de fogo. Isso tende a ocorrer porque muitos casais estão acostumados a passar mais tempo longe do outro (no trabalho, estudando etc) do que em casa, convivendo e vivenciando as experiências. Com a quarentena, são quase ou se não 24 horas sob o mesmo teto. Trabalhar, almoçar, lanchar, tomar banho, escutar música e por fim, deitarem juntos para levantar juntos e tudo de novo.

Indo um pouco mais a fundo, realmente é um fato. Lendo uma matéria no jornal online El Pais  afirmei minha suspeita (há!) que durante o período de quarentena, na China, mais casais estão se divorciando. Na cidade de Xi'an houve recorde de divórcios em um determinado tempo. Mas afinal...

O que podemos fazer durante esse momento intenso de convivência, para viver e manter o relacionamento saudável?

polar bear 196318 640 phixr

Lendo bastante, conversando com amigos psicólogos, casais próximos e analisando o tema, encontramos uma característica que tende a deixar o clima de convivência intensa um pouco mais difícil: o casal que tem costume de passar muito tempo fora de casa, se encontram por poucas horas durante o dia - às vezes nem isso - e se veem somente no final de semana. É claro que será um choque essa mudança drástica da rotina, então o interessante é tentar manter a individualidade do outro. Ficar no mesmo cômodo é legal, mas no momento de trabalho, é interessante manter ambientes separados. Até porque é comum vivenciarmos tensões no trabalho e estamos acostumados a passar por eles sem envolver a(o) companheira(o). Busque ao longo do Home Office separar um pouco as coisas. É claro que estando na mesma casa, não há razões para não se falarem, inclusive é interessante prepararem o almoço juntos e almoçarem juntos, por exemplo. Nesse momento de esfriar a cabeça, é super válido conversarem, trocarem experiências do dia etc.

Roupas confortáveis é legal, mas...

Recebi um vídeo institucional com algumas dicas de Home Office em casa, dentre elas a de não trabalhar de pijama, ou ficar o dia inteiro com a mesma roupa que acordou etc. Percebi que esse hábito também pode se tornar uma rotina maçante no que diz respeito aos relacionamentos. Não que não possamos ser nós mesmos com a(o) companheira(o), mas lembre-se que estamos passando muito mais dias juntos(!). Seria legal "mudar os ares" até para que nós mesmos não fiquemos desmotivamos, vivenciando a mesmice da rotina de estar sempre em casa, do mesmo jeito.

Clima leve...

Tentar manter o clima leve, as piadas, as risadas e conversas aleatórias sobre assuntos triviais do dia. O diálogo é sempre muito importante! Casal que pouco dialoga, (principalmente) em momentos de quarentena terão dificuldades de convivência. Ansiedade falará alto e os dias tendem a ficar difíceis juntos. 

Namorar é sempre bom!

black and white 2590810 640 phixr

Sabemos que manter o "fogo" muitas vezes é complicado nesses dias, mas é importante se esforçarem com o outro, nesse sentido. Não se esqueçam das comidas diferentes (os possíveis jantares e almoços românticos) e algumas taças de vinho. É importante separar esse momento, mantê-lo especial. assistir aquele filme que queriam, juntos, Momentos de prazer juntos é sempre importante!

Espero que as dicas sejam boas, afinal, precisamos tentar deixar os dias mais leves.

Diana Prates


Quer saber sobre o seu relacionamento através das cartas? Vem com a gente para uma consulta maravilhosa de tarô!