Taroando

A LUA E AS MULHERES

 

lua e mulher

(Imagem de Tumisu)

Entender pessoas significa conhecer seus ciclos, suas variações, sua umidade, sua essência. Nas mulheres, significa, em grande e importe parte, perceber como anda seu ciclo menstrual em conexão com a lua. Muitas das dores e desafios femininos entende-se por aí. Assim como muita potência é conquistada quando se alcança tal sabedoria. 

Como mulheres que crescem numa sociedade ditada e dirigida por homens (e nada contra eles, o masculino é lindo e essencial e os homens também), pouco se fala ou se busca descobrir sobre os mistérios femininos e o que significa ser mulher. Crescemos agindo como meio-mulheres, porque parte de nós aprende a sobreviver no mundo a partir do masculino, que infelizmente, caminha muito machucado também. Não temos acesso à totalidade feminina, ao grande, vasto e misterioso universo que é das mulheres. Assim, ser mulher se torna um lugar não pra quem nasceu nessa condição, mas pra quem tem coragem de se descobrir e assumir mulher. 

Esse lugar, espaço sagrado e desconhecido do feminino, muitas vezes é jamais imaginado ou questionado pela maioria das mulheres que nossa sociedade moderna está gerindo. E ele fica lá, no lugar inverso a tudo o que você aprendeu até hoje. Distante da racionalidade. Se esconde nas entrelinhas da sua fala e do seu olhar, num sonho, na intuição, no oculto, na alma, num momento em que seu coração é tomado de um sentimento inexplicavelmente conhecido e que traz a sensação de liberdade e felicidade. 

E talvez isso tudo pareça meio fantasioso, mas podemos começar essa descoberta por uma pista fácil de nós mesmos. Desconhecida, talvez, mas fácil de reconhecer: nossa conexão com os ciclos lunares. Voltar o seu olhar para essa potência natural que nos rege, é a chave para o despertar de qualquer mulher. 

A lua é o princípio feminino. Representa a alma e o inconsciente, a intuição, a fertilidade e as emoções. Move não só as águas dos mares, mas também nossas águas internas. Quando a lua está cheia, na sua máxima expansão, nós também estamos. Ela enche e move grandes ondas nos mares, e em nós ela também traz força, faz parir, nos empodera de nós mesmas e de nossos poderes. Quando a lua mingua, voltamos pra dentro de nós. E quando a lua nasce, começamos a plantar um novo ciclo também. 

Se você não tem esse costume, procure observar seu ciclo menstrual, suas emoções e as mudanças do seu ciclo com o lunar. Vai observando e anotando o que for descobrindo. Depois eu volto, em outro texto, pra falar mais a fundo sobre as fases lunares e nossa relação com elas. 

Meu corpo honra seu corpo.

Ludmila Mills


Eu sou Ludmila Mills, terapeuta natural, taróloga, instrutora de yoga atendo aqui no Taroando diariamente, faça uma consulta comigo e siga-me no instagram @ludmilamills_yoga.


 Quais são os benefícios do Yoga nos transtornos de ansiedade?