contato@taroando.com.br

AMARRAÇÃO, TRABALHOS: VALE A PENA?

Bem Estar

13/07/2022

Algumas vezes recebo por aqui, durante minhas consultas de tarôs e cartas, alguma indicação ou pedido de amarração ou trabalho. Quem conhece meus atendimentos, sabe que não realizo tais ações, até porque uma das minhas fontes de atuação é o livre arbítrio, respeito e principalmente a conscientização do papel da pessoa que consulta sobre sua vida e suas próprias ações

Mas ainda sim, vejo o quão tem sido recorrente a busca por caminhos que, de forma ilusória, tragam satisfação. Diante do desejo de ter, de não perder e claro, não sofrer, optamos pelo caminho que vai trazer diversas dores de cabeça - sendo bem direta. Quando me perguntam sobre amarração etc, a pessoa não considera que recorrer a tal, lhe trará um retorno não muito agradável, na maioria das vezes.

UM EXEMPLO CLÁSSICO

...e que inclusive tive notícias esses dias de um caso real: uma pessoa, que vamos chamá-la de Maria, vive um relacionamento que visivelmente é abusivo. Ninguém compreende muito como ainda estão juntos, até porque é estranha a forma que ele fala com ela, sempre agressivo, a forma que Maria sofre calada, sempre muito passiva e o vínculo que nunca se desfaz - muito estranho. Já chegaram a quase brigar fisicamente - se alcançaram as vias, de fato, não sei - mas ela não se separa e sempre tem dificuldade em falar sobre ele, definir o que sente ou o que eles tem.

Recentemente Maria acabou soltando que amarrou o tal do boy para que ele não a deixasse de lado e, ainda, quando brigam, também recorre aos trabalhos espirituais para que ele esteja aos seus pés. 

Entendi tudo. Maria não é feliz, sempre chora, sempre com o semblante de dúvida e de que se sente incompleta no relacionamento. Mas eles estão "juntos" e ele, cada vez mais abusivo, presente, mas sua presença deixa todo o ambiente cinza e pesado. 

PERGUNTO PARA VOCÊS, VALE A PENA VIVER ASSIM?

Bom, já ouvi pessoas dizendo que não importa, que aceitam assim mesmo, desde que esteja com a(s) pessoa(s). Até que ponto essa dependência vale para nossas vidas? Não seria melhor nos sentirmos completes conosco, para depois buscar a companhia de outre?

Acredito que quando estamos buscando um relacionamento, queremos que seja tranquilo, recíproco, íntegro, justo e que a principal fonte da união seja - no mínimo - respeito, não é mesmo? 

OUTRA COISA IMPORTANTE

Criar estereótipos. Ou não filtrar conhecimentos. O que isso quer dizer? Que é muito comum aparecer pessoas que não sabem bem o que é a busca por amarração e trabalhos, não entender os processos, ou mesmo criar estereótipos sobre o tema que leva ao preconceito, a interpretações erradas (principalmente religiosas) que inclusive queimam profissionais e espiritualistas (terapeutas, tarologos, religiosos) que realizam suas funções de maneira séria e honesta.

No final das contas, o que quero dizer e pedir é: sejamos responsáveis com nossas ações. Tenhamos consciência sobre elas.

Pense nisso.

Diana Prates

Vem consultar o tarô com a gente!
 

Comentários


(0) Comentários...